Projetos

Movimento de Libertação da Mulher - MLM

Entrelaçando conhecimento e transformando saberes

05-07-2011

O MLM tem como missão ser presença junto às mulheres negras em situação ou risco de prostituição, meninas e mulheres sexualmente exploradas, promovendo estudos, oficinas e debates sobre a discussão de gênero, raça e prostituição.

O grupo realizou oficinas quinzenais com as mulheres, abordando temas como saúde coletiva, prostituição, direitos reprodutivos, sexo e feminismo negro. Nesse trabalho, foram produzidos cadernos com histórias de vida das participantes, oferecendo a percepção da importância delas se conhecerem e se enxergarem enquanto mulheres e de se respeitarem como aliadas de luta.

Projeto


Com o projeto Entrelaçando conhecimento e transformando saberes, o grupo vai poder participar das novas discussões sobre prostituição; formar as participantes da organização; trocar experiências; divulgar as ações desenvolvidas pelo MLM a partir de núcleos que desenvolvem trabalhos sobre mulheres em situação de risco; fortalecer a concepção e os princípios que orientam a organização das mulheres negras; estabelecer parcerias e buscar apoios técnico e pedagógico com as outras organizações.

A proposta é visibilizar a realidade vivenciada pelas mulheres em situação de prostituição, principalmente as negras. Essas mulheres, historicamente, vêm exercendo um papel importante em suas comunidades na luta por moradia, na sustentabilidade das famílias, no acesso à escola, melhores condições de trabalho, contra a violência e na garantia da saúde, mas não têm acessado as políticas públicas que garantam seus direitos.

Ao promover encontro entre mulheres negras de diferentes comunidades e organizações, o MLM pretende construir estratégias coletivas de enfretamento ao racismo, ao sexismo e demais formas de exclusão, fortalecendo essa camada da sociedade.

Participarão diretamente das oficinas e discussões propostas, cerca de 20 mulheres. Esse grupo pode multiplicar as informações recebidas a, no mínimo, outras 60 pessoas de seus núcleos familiares e profissionais.

O grupo tem o objetivo de criar as bases para o surgimento uma Rede de Mulheres Negras em Salvador. Para isso, conta com a parceria das seguintes organizações feministas e do movimento negro  da Bahia: Pastoral da Mulher Marginalizada, Ajobi, Bahia Street, Cama, DasPretas, Capoeira Nzinga, Mandinga de Mulher, Ceafro, entre outras.