Projetos

Movimento Independente Mães de Maio

10 anos dos Crimes de Maio 2006 - Relembrar para que não siga acontecendo - Direito à Memória, Verdade, Justiça e à Reparação Plena para as vítimas dos crimes de Maio de 2006

São Paulo

Objetivos e público alvo

Realizar atividades formativas, produção literária e construção coletiva em torno de um Memorial Histórico-Estético feito por mães, familiares, amigos e amigas das vítimas da violência na cidade de São Paulo, bem como os diversos interlocutores próximos a essa luta (movimentos sociais, organizações não-governamentais, instituições etc), para avançar na conscientização e elaboração histórica e estética, do luto à luta, visando assegurar o direito à memória, à verdade, à justiça, à reparação e à paz.

Atividades principais

  • Atividades formativas, com intervenção poética, de hip-hop e audiovisual, sobre os 10 anos dos Crimes de Maio.
  • Reunião do material fotográfico, plástico e literário produzido durante as atividades de circulação pelos espaços populares.
  • Compilação e publicação do livro “10 Anos dos Crimes de Maio – A Marcha Fúnebre Prossegue”, com a participação dos familiares junto a outros artistas e ativistas convidados a escrever no final de 2016.

Contexto

No período entre os dias 12 a 20 de maio de 2006, São Paulo viveu uma onda concentrada de violência. Dezenas de prisões se rebelaram simultaneamente, centenas de pessoas foram assassinadas e a maior metrópole da América Latina foi paralisada, no que foi mundialmente divulgado pela imprensa como “os ataques do PCC” [abreviação de Primeiro Comando da Capital, grupo acusado de liderar presos e presas e coordenar ações criminosas]. Ocorre que, mesmo depois de nove anos, ainda não é possível saber o que de fato aconteceu durante aqueles dias. Entre centenas de casos não investigados, há jovens desaparecidos, com indícios de terem sido enterrados em valas comuns. Até hoje não há sequer um relatório oficial que tente explicar e dar uma resposta minimamente satisfatória à sociedade sobre os acontecimentos de “Maio de 2006”.

Sobre a organização

A Rede de Familiares de Vítimas dos Crimes de Maio de 2006 é uma rede de mães, familiares e amigos de vítimas da violência do Estado Brasileiro (principalmente da polícia), formada no estado de São Paulo a partir dos Crimes de Maio de 2006. Um dos principais frutos desta rede foi o surgimento, consolidação e repercussão do Movimento Independente Mães de Maio, que tem uma ampla atuação política na área dos direitos humanos.

A organização já foi apoiada pelo Fundo Brasil em 2010, por meio do projeto “As mães de maio da democracia brasileira – 5 anos dos crimes de maio de 2006: Verdade e justiça, ontem e hoje!”; e em 2011, por meio do projeto “Campanha Nacional pelo fim dos termos “Auto de resistência” e “Resistência seguida de morte” dos B.O.s pelo Brasil”. 

Parcerias

Rede Nacional de Familiares de Vítimas da Violência do Estado no Brasil.

Linha de Apoio

Edital Anual

Ano

2016

Valor doado

R$ 39.500,00

Duração

12 meses

Temática principal

Garantia do Estado de Direito e Justiça Criminal

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais