Projetos

Grupo Conexão G de Cidadania LGBT para Moradores de Favelas

Jovens LGBT na luta pelo direito de existir

Rio de Janeiro

Objetivos e público alvo

Criação do “Núcleo Itinerante muito prazer eu Existo” para levar acolhimento, atendimento, orientação, encaminhamento e acompanhamento de pessoas vítimas ou não de preconceito e discriminação por orientação sexual e identidade de gênero nas áreas social, psicológica e jurídica, garantindo acesso a direitos, serviços e políticas públicas para lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais vítimas ou não de violência.

Atividades principais

  • Formação de equipe.
  • Divulgação e seleção da equipe do projeto.
  • Contratação da equipe.
  • Articulação com as lideranças comunitária das outras favelas.
  • Realização das ações do núcleo itinerante.
  • Atendimento do núcleo itinerante.
  • Criação de um aplicativo de denúncias para a população LGBT de favelas.

Contexto

Segundo dados do Relatório sobre Violência Homofóbica no Brasil: ano de 2012, elaborado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, as denúncias de violência aumentaram 234% no estado em comparação ao ano de 2011, fazendo com que o Rio de Janeiro ocupe o 13º lugar no ranking. No ano de 2014, os Centros de Cidadania LGBT tiveram 3.899 atendimentos. Nas favelas, o preconceito e a discriminação se multiplicam. No Rio de Janeiro existe o programa Rio Sem Homofobia, que tem seu trabalho voltado para a população de classe média. Porém, a população moradora de favela fica à margem das ações. Ainda é preciso gritar “deixe me existir”.

Sobre a organização

O Grupo Conexão G atua para garantir e promover cidadania e direitos humanos à população LGBT moradora de favelas e demais espaços populares, sobretudo da cidade do Rio de Janeiro. Com sede no maior complexo de favelas da cidade, a Maré, o Conexão surgiu no âmbito de uma iniciativa desenvolvida em parceria com o Instituto Promundo chamada Jovens pela Equidade de Gênero. A organização utiliza elementos inovadores e relevantes no trabalho de prevenção das DST/HIV e promoção dos direitos humanos.

Parcerias

- Fórum de Juventudes do Estado Rio de Janeiro.

- Conselho Nacional de Juventudes.

- Conselho Estadual de Juventude.

- Conselho Estadual LGBT.

Linha de Apoio

Violência contra a juventude (2016)

Ano

2016

Valor doado

R$ 40 mil

Duração

12 meses

Temática principal

Direitos das Juventudes

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais