Notícias

Curta-metragem LGBT vence mostra apoiada pelo Fundo Brasil

“Diamante, o Bailarina” foi escolhido por júri composto por conselheiros e conselheiras da fundação

19 dezembro 2017

- por Cristina Camargo -

Larissa Hollywood e Débora Borges durante a premiação em Brasília (Foto: divulgação)

Com apoio do Fundo Brasil, a Mostra Provocações, que faz parte do 6º Curta Brasília – Festival Internacional de Curta-Metragem, realizado entre os dias 14 e 17 de dezembro, escolheu “Diamante, o Bailarina” como a melhor produção da edição 2017.

O júri da mostra foi formado por cinco conselheiros e conselheiras do Fundo Brasil: Bruno Torturra, Denise Dora, Letícia Sabatella, Jurema Werneck e Veriano Terto.

O curta-metragem vencedor, dirigido por Pedro Jorge, tem o preconceito como um dos temas principais. Revela como Diamante (Sidney Santiago) lida com a intolerância ao dividir a sua rotina entre o box e a vida artística. Durante o dia ele é um boxeador ágil e forte e, à noite, faz shows como drag queen em boates.

Os principais critérios do júri foram os seguintes: abordagem de temas relacionados à defesa e promoção dos direitos humanos; qualidade do roteiro; qualidade técnica e artística; originalidade e/ou criatividade.

A Mostra Provocações exibiu curtas-metragens que expõem situações incômodas ou consideradas chocantes para provocar reflexões. Nesta edição, os filmes tiveram o corpo como elemento preponderante – o corpo explorado, vulnerável, lutador e como expressão política e de gênero.

A mostra foi apresentada pela drag queen Larissa Hollywood, uma grande fã da sétima arte e que sonha em ser uma estrela das telonas. Gustavo Letruta, o intérprete de Larissa, tem formação em cinema pela UnB – Universidade de Brasília.

Débora Borges, assessora de relacionamento com a sociedade do Fundo Brasil, anunciou o resultado e falou sobre a importância do apoio aos direitos humanos no país.

“A gente só vai conseguir transformar esse país se cada um de nós fizer alguma coisa prática. A ideia é envolver cada vez mais pessoas nessa luta”, disse.

O festival

Realizado no Cine Brasília, o 6º Curta Brasília exibiu curtas-metragens nacionais e internacionais. A programação também incluiu debates e um espaço exclusivo para o cinema de realidade virtual.

O tema desta edição foi “construir realidades”. Os filmes selecionados têm como uma das características a sugestão de caminhos, alternativas e reflexões e não se limitam a apontar problemas.

Foram apresentados mais de cem curtas-metragens, selecionados a partir de 987 produções inscritas.

O homenageado de 2017 foi o cineasta Kleber Mendonça Filho, diretor dos premiados “O som ao redor” (2013) e “Aquarius” (2016).

Cartaz do filme vencedor (Foto: divulgação)

 

 

 

 

 

 

Ajude a transformar o país!
Colabore com nosso trabalho!

DOE AGORA

Projetos

Conheça os projetos apoiados pelo Fundo Brasil

Saiba mais